Marketing e Comunicação

A falta de conexão entre mulheres maduras e campanhas publicitárias

Não é novidade que o investimento em comunicação é imprescindível para o crescimento saudável e lucratividade das empresas. Somente no primeiro semestre de 2018 os investimentos em publicidade no Brasil chegaram a R$7,67 bilhões. Deste total, 61,8% foram destinados à TV aberta e 14,4% à internet, os dois meios com maior investimento.

Apesar dos investimentos volumosos em publicidade, existe uma parcela da população que não se sente representada. O número é expressivo: 92% das mulheres brasileiras com idade entre 55 e 74 anos não se sentem impactadas por propagandas e comunicação de anunciantes. São cerca de 16,8 milhões de mulheres que possuem necessidades, desejos e interesses como qualquer pessoa de outra faixa etária, mas não são reconhecidas pela publicidade. Os dados são da Hype60+, consultoria é responsável pelo estudo “Beleza Pura – Mulheres Maduras 2019”, realizado em parceria com Clarice Herzog Associados.

É evidente que toda marca, produto ou serviço tem personas e público-alvo específico, mas identificar que existe uma grande parcela da população que tem potencial de consumo e se sente invisível pela publicidade abre uma série de insights para as empresas.

Estima-se que até 2050 haverá no Brasil mais de 68 milhões de pessoas com mais de 60 anos. 86% das pessoas com mais de 55 anos possuem renda própria e geram uma receita de R$1,6 trilhão por ano. Estes indivíduos estão cada vez mais conectados. Com o aumento da longevidade, as pessoas estão entrando na melhor idade com saúde, disposição, curiosidade e interesse pela tecnologia.

Este é o grupo que mais cresce em número de perfis no Facebook. Até agosto de 2017, mais de 7,4 milhões de pessoas com mais de 60 anos estavam conectados à rede social, segundo levantamento da consultoria SeniorLab.

Ainda segundo a pesquisa da Hype60+, os maiores gastos das mulheres maduras são com saúde (planos e remédios) e alimentação, mas também se interessam por assuntos estéticos: 80% delas utilizam cosméticos de forma geral; 57% usam maquiagem; e 64% usam cosméticos específicos para suas idades. Elas têm interesse por viajar, buscam novas fontes de rendas, namoram e estudam.

Os números deixam muito claro: não dá mais para criar campanhas publicitárias deixando de lado este grande público. Compreender a linguagem, como abordar e interagir com estas pessoas é um desafio que as empresas precisam aprender o quanto antes. Topa participar deste desafio com a gente? A Big Data está pronta para criar a sua campanha. Vamos juntos inovar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *